16.7.10



 

A minha filha tem 5 anos e raramente obedece, seja a mim, ou ao pai. No infantário também há queixas por parte da educadora, porque recusa-se a comer e responde-lhe mal. Aconselharam-nos a ir a um psicólogo ver o que se passa, mas eu acho que tudo se deve á sua forte personalidade.

Ermelinda, Lisboa

 

 

Uma criança que aos 5 anos não reconhece nem a autoridade dos pais, nem da educadora, é porque algo está a falhar na sua educação, no que diz respeito á imposição de regras. Isto para lhe dizer que está certamente a confundir “forte personalidade”, com má educação! Nesta idade, a personalidade ainda não está formada e o seu desenvolvimento harmonioso depende de muitos factores, entre os quais se destacam as regras. Cabe aos adultos a tarefa de saberem dizer “não” no momento certo, explicando sempre o porquê de o estarem a fazer. Deste modo, vai havendo uma progressiva interiorização da regra, até ao momento em que não é mais necessário estar constantemente a repreender, uma vez que a criança sabe exactamente até onde pode ir. As regras estruturam-nos internamente e permitem que nos ajustemos à sociedade em que vivemos. Penso que é importante recorrer a um psicólogo para que ele avalie, em concreto, as falhas educacionais. A sua filha ainda é muito pequena, pelo que é urgente alterar algumas coisas a nível da educação, para que passe a ser uma rapariguinha mais adequada e, por conseguinte, possa crescer de uma forma mais equilibrada e feliz.
link do postPor psicologiacriancaeadolescente, às 00:01  comentar

 
Envie a sua questão
Este consultório online é um espaço onde pode colocar as suas dúvidas no âmbito da Psicologia da Criança e do Adolescente. Este consultório tem um carácter informativo e o acompanhamento médico especializado por parte dos leitores não deve ser descuidado.

E-mail: tp_marques@sapo.pt
blogs SAPO