18.2.10

 

 

 Em conversa com duas amigas, discutíamos o modo como de deve dar uma má notícia a uma criança. Elas eram de opinião que se deveria ocultar o mais possível, para que a criança não sofra. Eu não concordei, porque acho que as crianças devem ser preparadas para o bem e o mal que a vida nos reserva.

Sofia, Cascais

   

link do postPor psicologiacriancaeadolescente, às 14:22  comentar

13.1.10

 

 

Vivo numa casa mesmo frente ao mar e, desde muito nova me habituei ao contacto com a água. Acontece que a minha filha de 2 anos aparenta sentir pânico perante a água. Tentei inscrevê-la na natação, mas ela chorou tanto que eu tive que desistir. O pai já tentou atirá-la para dentro de água, por forma a que perdesse o medo, mas parece-nos que ainda foi pior.
Lucinda D, Ericeira
 
link do postPor psicologiacriancaeadolescente, às 15:31  ver comentários (1) comentar

12.1.10

Esta semana podem ler uma entrevista minha no jornal Expresso acerca dos blogues e dos seus perigos/benefícios para os jovens ...

 

 

 

link do postPor psicologiacriancaeadolescente, às 12:09  comentar

4.1.10

 

 

No passado dia 28 de Dezembro fui ao "Programa das Manhãs" (SIC) falar sobre o tema das saídas à noite.

 

 

 

link do postPor psicologiacriancaeadolescente, às 09:40  comentar

4.11.09

Tenho um filho com 7 anos que há pouco tempo recomeçou a fazer chichi na cama. Levei-o ao pediatra e o médico disse-me que ele tem enurese secundária. Pode explicar-me o que é isso?

Alberta, H. (Santarém)

 

link do postPor psicologiacriancaeadolescente, às 11:37  comentar

1.11.09

 

 

Tenho um filho com 4 anos e ando sempre com medo que ele seja raptado, ou que se perca. Devo usar o medo para evitar que se afaste, como falar do “homem do saco” que leva as crianças?

Beatriz, Almada

 

 

tags:
link do postPor psicologiacriancaeadolescente, às 23:54  comentar

9.9.09

 

 

 
Tenho um filho com 19 anos. Ele sempre se deu muito com raparigas, mas nunca lhe conheci uma namorada. Há uma semana revelou-me que é homossexual. Ele afirmou-me que é feliz, mas eu fiquei de rastos, não sei como agir perante isto, porque sempre pensei em ter netos, ou seja, que ele viesse a ter uma vida normal.
Lucinda P. (Lisboa)
 
 
link do postPor psicologiacriancaeadolescente, às 15:51  ver comentários (2) comentar

8.9.09

 

 

Tenho uma filha com três anos e meio e é a desarrumação em pessoa. O quarto dos brinquedos está sempre virado do avesso e faz birra cada vez que eu lhe digo para colocar os brinquedos na caixa. O meu marido acha que ela é ainda muito pequena para ter qualquer tipo de responsabilidade, mas eu discordo.
Luisa M. (Lisboa)
 
link do postPor psicologiacriancaeadolescente, às 19:54  comentar

23.8.09

 

Tenho uma filha com 7 anos que só me dá problemas. Em casa não obedece a nada, fica a ver televisão até altas horas da madrugada e só quer dormir comigo. Agora chamaram-me à escola, porque ela no refeitório brinca com a comida e atira-a aos outros colegas. O meu marido diz que não há problema nenhum e que a criança tem que ser feliz à sua maneira.

Cecília B., Montemor-o-Novo 

 

link do postPor psicologiacriancaeadolescente, às 23:04  ver comentários (4) comentar

17.8.09

O acto de roer as unhas tem o nome ciêntifico de  onicofagia e é um fenómeno bastante comum entre as crianças em idade escolar. Segundo os autores, são os jovens com idades compreendidas entre os 11 e os 13 anos, que mais assumem este comportamento.

 

 

link do postPor psicologiacriancaeadolescente, às 23:55  comentar


 



Espaço onde pode colocar as suas dúvidas acerca dos seus filhos, sejam eles crianças ou adolescentes.
Envie a sua questão
Este consultório online é um espaço onde pode colocar as suas dúvidas no âmbito da Psicologia da Criança e do Adolescente. Este consultório tem um carácter informativo e o acompanhamento médico especializado por parte dos leitores não deve ser descuidado.

E-mail: tp_marques@sapo.pt
Drª Teresa Paula Marques
Licenciada em Psicologia Clínica (ISPA), Mestre em Psicopatologia e Psicologia Clínica (ISPA), Pós-graduada em Avaliação Psicológica em Contexto Escolar (FPCEUL), Psicoterapeuta Breve (SPPB), Doutoranda em Psicologia da Educação (FPCEUL).
Exerce Psicologia Clínica há quase duas décadas.

Actualmente é responsável pelo Serviço de Psicologia de um Externato em Lisboa e docente da cadeira de Psicologia do Desenvolvimento na Escola Superior de Saúde da Cruz Vermelha Portuguesa, no curso de Enfermagem.
Paralelamente atende crianças e adolescentes no consultório privado e é autora de 4 livros sobre Psicologia Infantil e do Adolescente. Já foi psicóloga residente em programas de televisão e mantém colaborações regulares com diversos jornais e revistas.
Actualmente responsável pelo consultório "FILHOS" na revista TvMais (periodicidade quinzenal)

Para saber locais de consultório aceda ao site: www.teresapaulamarques.com blog : http://teresapaulamarques.zip.net
subscrever feeds
blogs SAPO