11.3.10

 
Não sei o que fazer porque o meu filho passa a dia a comer guloseimas e à hora das refeições é um castigo para o fazer comer qualquer coisa de jeito. Recusa-se a comer vegetais e só quer bifes com batatas fritas, ou então hambúrgueres.
Florinda, Lisboa
 
A aceitação da variedade dos alimentos começa na amamentação, ou seja, o sabor do leite materno varia consoante os alimentos que a mãe ingere. Assim, é desde cedo que se processa a educação alimentar de uma criança. As primeiras refeições dão trabalho aos pais, porque são demoradas, plenas de birras e recusas. Nesta altura, para evitar aborrecimentos, alguns pais optam por dar a comida completamente triturada. Então os sabores diluem-se assim como as cores e as texturas. Deste modo, os mais pequenos crescem sem se aperceberem muito bem do que estão a comer, ou seja, sem saber apreciar os diferentes sabores. Mais tarde, quando ganham alguma independência, acabam por ir procurar aquilo que mais apreciam: as guloseimas. Ora isso também acontece porque elas estão ali mesmo á mão. Pelo que a primeira coisa a fazer é reduzir a quantidade de doces disponíveis na despensa, para que não existam tentações. Evite também que ele coma fora dos horários, senão é quase impossível fazê-lo comer às refeições. Depois tem de insistir, com firmeza, mas também com carinho. Na educação devem estar sempre presentes três ingredientes: paciência, persistência e insistência. Só assim se mudam hábitos e, neste caso, é a saúde do seu filho que está em causa, portanto não deixe a situação arrastar-se por mais tempo. 

 

link do postPor psicologiacriancaeadolescente, às 23:24  comentar

 



Espaço onde pode colocar as suas dúvidas acerca dos seus filhos, sejam eles crianças ou adolescentes.
Envie a sua questão
Este consultório online é um espaço onde pode colocar as suas dúvidas no âmbito da Psicologia da Criança e do Adolescente. Este consultório tem um carácter informativo e o acompanhamento médico especializado por parte dos leitores não deve ser descuidado.

E-mail: tp_marques@sapo.pt
Drª Teresa Paula Marques
Licenciada em Psicologia Clínica (ISPA), Mestre em Psicopatologia e Psicologia Clínica (ISPA), Pós-graduada em Avaliação Psicológica em Contexto Escolar (FPCEUL), Psicoterapeuta Breve (SPPB), Doutoranda em Psicologia da Educação (FPCEUL).
Exerce Psicologia Clínica há quase duas décadas.

Actualmente é responsável pelo Serviço de Psicologia de um Externato em Lisboa e docente da cadeira de Psicologia do Desenvolvimento na Escola Superior de Saúde da Cruz Vermelha Portuguesa, no curso de Enfermagem.
Paralelamente atende crianças e adolescentes no consultório privado e é autora de 4 livros sobre Psicologia Infantil e do Adolescente. Já foi psicóloga residente em programas de televisão e mantém colaborações regulares com diversos jornais e revistas.
Actualmente responsável pelo consultório "FILHOS" na revista TvMais (periodicidade quinzenal)

Para saber locais de consultório aceda ao site: www.teresapaulamarques.com blog : http://teresapaulamarques.zip.net
blogs SAPO