24.2.10

 

O meu filho tem 5 anos e estou um pouco preocupada porque parece-me que vai ser canhoto. Escreve as letras ao contrário e chuta a bola sempre com o pé esquerdo. O pai também é canhoto e teve algumas dificuldades na escola. Será que devo contrariar essa tendência ?

Marisa D. (Lisboa)

  

 ver também o texto

http://familia.sapo.pt/familia/educacao_e_pedagogia/1028977.html

 

 

Os cientistas ainda não conseguiram definir os factores que estão na base desta questão, mas apontam-se motivos de ordem genética, neurológica ou ligados à posição fetal.  É comum que as crianças, independentemente de serem canhotas ou não, escrevam as primeiras letras em espelho (o E, F, B, ) , já que só por volta dos 6-7 anos é que a lateralidade está completamente estabelecida. Há uns anos, as crianças eram obrigadas a usar a mão direita e para isso, tanto pais como professores, socorriam-se das mais variadas estratégias. Acreditava-se que deste modo se poderia combater eficazmente a tendência. Pouco a pouco, foi-se mudando as mentalidades e, hoje sabe-se que um canhoto contrariado pode resultar em quadros bastante complexos. Alguns investigadores consideram ser, inclusive, um dos factores para o desenvolvimento da Dislexia. Assim, é completamente desaconselhado obrigar uma criança ao uso da mão direita, até porque não tem sentido algum. Quanto muito o que os pais e educadores podem fazer, é cuidar que os problemas infantis relativos à dificuldade do uso dos objectos dos dextros possa ser minorada, ainda que se constate que os canhotos acabam por adaptar-se perfeitamente à realidade que os cerca já que desenvolvem competências que os colocam em pé de igualdade com os dextros.
link do postPor psicologiacriancaeadolescente, às 16:38  comentar

 



Espaço onde pode colocar as suas dúvidas acerca dos seus filhos, sejam eles crianças ou adolescentes.
Envie a sua questão
Este consultório online é um espaço onde pode colocar as suas dúvidas no âmbito da Psicologia da Criança e do Adolescente. Este consultório tem um carácter informativo e o acompanhamento médico especializado por parte dos leitores não deve ser descuidado.

E-mail: tp_marques@sapo.pt
Drª Teresa Paula Marques
Licenciada em Psicologia Clínica (ISPA), Mestre em Psicopatologia e Psicologia Clínica (ISPA), Pós-graduada em Avaliação Psicológica em Contexto Escolar (FPCEUL), Psicoterapeuta Breve (SPPB), Doutoranda em Psicologia da Educação (FPCEUL).
Exerce Psicologia Clínica há quase duas décadas.

Actualmente é responsável pelo Serviço de Psicologia de um Externato em Lisboa e docente da cadeira de Psicologia do Desenvolvimento na Escola Superior de Saúde da Cruz Vermelha Portuguesa, no curso de Enfermagem.
Paralelamente atende crianças e adolescentes no consultório privado e é autora de 4 livros sobre Psicologia Infantil e do Adolescente. Já foi psicóloga residente em programas de televisão e mantém colaborações regulares com diversos jornais e revistas.
Actualmente responsável pelo consultório "FILHOS" na revista TvMais (periodicidade quinzenal)

Para saber locais de consultório aceda ao site: www.teresapaulamarques.com blog : http://teresapaulamarques.zip.net
blogs SAPO